Categorias
Medicina da dor

Sentir dor não é normal

Sentir dor é um sintoma de que algo não está bem, porém, apesar de ser um sintoma, ele incomoda tanto que há um especialista que trata apenas da dor.

É comum que pacientes se automediquem quando sintam dor, ou apenas convivam com a mesma. Todavia, esse não é o procedimento que deve ser tomado, e sim, deve-se procurar um médico especialista quando o sintoma surgir.

Não existe apenas um tipo de dor, no entanto, os mais comuns são as dores agudas e crônicas. As dores agudas são caracterizadas pela sua forma repentina e tem duração limitada, geralmente esse tipo de dor ocorre como um alerta imediato do corpo de que algo não está bem.

As dores crônicas, no entanto, são persistentes e perdem a função de alerta, isto é, o corpo passa a emitir alertas sensoriais que persistem por tempo indeterminado.

O médico especialista em dor trata especificamente desse sintoma de forma isolada, de maneira a investigar as causas e amenizar ou sanar o incomodo.  Atualmente sabe-se que a dor é um problema muito mais amplo, que nem sempre é possível resolver apenas com uso de analgésico.

O intuito do especialista é tratar a longo prazo, e não apenas momentaneamente como a maioria dos medicamentos age. O tratamento é interdisciplinar, isto é, pode envolver diferentes abordagens para que o melhor resultado seja atingido.             

O uso de analgésicos, principalmente sem a descrição médica, pode trazer diversos problemas ao paciente, incluindo a dependência química da medicação. Quando o organismo “acostuma” com uma certa dosagem, é necessário aumentar o uso ou a posologia da droga para que haja efeito, isto é, cada vez mais o paciente terá necessidade de tomar mais medicação.       

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *