Pessoa com obesidade

Obesidade: riscos, causas e tratamentos

O que é?

A obesidade é caracterizada pelo peso excedente, ou seja, um acúmulo de gordura prejudicial à saúde. Porém, ao contrário do que se dizia antigamente, não é só a má alimentação que pode ocasionar a doença.

Quais são os sintomas?

Uma pessoa com obesidade pode apresentar sintomas físicos ou internos, o primeiro se caracteriza por aumento da circunferência abdominal, já o segundo se qualifica por cansaço extremo, indisposição, insuficiência respiratória entre outros.

Como saber se estou obeso:

Há um cálculo que pode te auxiliar a saber se você está com obesidade, entretanto, todo diagnóstico só pode ser realizado por um médico.

O cálculo é: Altura multiplicada por ela mesma, depois Peso dividido pelo quadrado da altura. Valores acima de 30 são considerados obesidade.

Sempre consulte um médico pois nada substitui uma avaliação clínica ou exames laboratoriais.

O que causa obesidade?

Há diversas causas para obesidade, entretanto a má alimentação tem sido um dos motivos mais frequentes do aumento de peso.

Disfunções hormonais, todavia, são causas reais do aumento de peso, e nesses casos, o paciente deverá fazer tratamentos além da reeducação alimentar.

Quais as consequências da obesidade?

A obesidade é um fator de risco para diversas outras doenças como hipertensão, diabetes, refluxo, artrose e até infartos. Porém, pessoas com diabetes podem apresentar infertilidade, cansaço extremo dentre outros fatores que interferem na qualidade de vida do paciente.

Quais os possíveis tratamentos?

O tratamento para obesidade depende da causa que levou a essa condição. Todavia, se a causa for má alimentação, o tratamento pode ser uma reeducação alimentar, entretanto se a causa for alguma disfunção hormonal, o tratamento mais adequado pode envolver medicamentos ou cirurgias.

Jamais se automedique ou siga dietas e tratamentos de outras pessoas, é necessário que um especialista avalie a condição de cada paciente, afim de indicar o melhor tratamento. Realizar um tratamento sem a prescrição médica, pode agravar o quadro do paciente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>