fisioterapia neurofuncional

O que é fisioterapia neurofuncional?

O que é Fisioterapia Neurofuncional?

Também chamada de neurológica, essa área de atuação da fisioterapia tem como intuito recuperar o funcionamento parcial ou pleno de pacientes com diversos tipos de traumas, lesões ou disfunções no cérebro.

Auxiliar na construção de autonomia motora e mobilidade física, são os principais objetivos das sessões.

Em suma, o desenvolvimento motor de pacientes com lesões cerebrais é lento ou até estagnado, por isso, o papel do fisioterapeuta é ensinar ou lembrar os músculos a maneira correta de trabalhar.

Quais as doenças tratadas pela Fisioterapia Neurofuncional?

Como dito anteriormente, as doenças são aquelas que acometem o cérebro do paciente e por consequência atingem a habilidade motora do indivíduo. Dentre tantas patologias que englobam a situação descrita, podemos dar ênfase na lesão medular, esclerose múltipla e na síndrome de Down.

Além disso, lesões adquiridas ao longo da vida como em consequência a um AVC, traumatismos cranianos, Alzheimer e Parkinson, também podem ser tratadas com a fisioterapia neurológica.

Lesões cerebrais congênitas, ou seja, que já nasceram com o paciente, também são passíveis de tratamento fisioterapêutico.

Em que a fisioterapia neurológica ajuda o paciente?

O tratamento tem como objetivo devolver ao paciente a capacidade de este ser independente, todavia, sabe-se que cada caso é único e os resultados dependem do quadro clínico do indivíduo e das abordagens realizadas pelo profissional.

O fortalecimento motor, o ganho de mobilidade articular e a recuperação de movimentos, são em suma, os três principais propósitos das sessões.

Em casos de paralisia cerebral por exemplo, o objetivo do tratamento pode ser voltado para evitar a hipertonia, ou seja, para evitar que o tônus muscular aumente de maneira a reduzir a capacidade de estiramento do mesmo, aumentando por fim a rigidez muscular.

As sessões têm foco no fortalecimento muscular, na aplicação de estímulos para que o paciente ganhe sensibilidade motora e processos de aprendizagem motora, como andar e subir escadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>