pessoa com tept

TEPT: Transtorno de Estresse Pós-Traumático

O que é Tept?

O Transtorno do Estresse Pós-Traumático (TEPT) é um distúrbio que ocorre após a pessoa ter vivenciado um trauma, podendo ser um assalto, um acidente ou qualquer situação de risco de vida para o indivíduo. O indivíduo então passa a reviver o trauma com as mesmas sensações do momento passado.

É TEPT ou ansiedade?

Apesar de os sintomas serem muito parecidos, pessoas com TEPT possuem um “gatilho” para seus sintomas, ou seja, pessoas ansiosas apresentam sintomas contínuos ou sem motivo aparente, porém pacientes com TEPT desencadeiam os sintomas após um trauma (físico ou psicológico).

Qual a causa?

A causa é algum trauma que o paciente tenha vivenciado.

O trauma pode ter sido físico?

Sim, exemplos são acidentes de carro, assaltos, abusos físicos entre outros.

O trauma pode ter sido, entretanto, de ordem psicológica?

Sim, traumas psíquicos são tão perigosos como os físicos, exemplos de traumas psicológicos são: humilhações, assédios, violência moral entre outros.

Quais os sintomas do transtorno do estresse pós-traumático?

Os sintomas variam de acordo com o tipo de trauma que o paciente vivenciou, ainda assim, é comum que o indivíduo apresente sudorese, ansiedade, taquicardias, pesadelos, tonturas entre muitos outros.

Os sintomas podem ser facilmente confundidos com depressão ou síndrome do pânico. Porém, no caso do TEPT, o paciente apresenta os sintomas ao reviver a situação, ou seja, se a causa foi um acidente de carro, o indivíduo pode se sentir ansioso ao entrar em um veículo.

Qual o tratamento?

Cada situação exige um tratamento médico diferente, porém é comum o uso de medicamentos e psicoterapia.

Homem com depressão

Depressão? Tristeza? Desânimo?

O que é Depressão?

Depressão é um distúrbio mental que faz com que o paciente se sinta com tristeza profunda, desanimo e diversos sintomas que afetam a rotina diária do enfermo. A doença vem sendo cada vez mais comum na atualidade e pode atingir todas as idades e ambos os sexos.

O que causa depressão?

Há diversas causas para esse problema, mas a predisposição genética vem se mostrando um fator comum entre os pacientes. Situações de estresse, trauma, uso de drogas e álcool também se mostram possíveis causas.

Você sabia? as chances de ter depressão aumentam após a menopausa

Quando eu devo procurar ajuda profissional?

Diferente de outras áreas médicas, não há consultas de Check-up para psiquiatria ou psicologia, todavia, procurar um médico psiquiatra não significa certamente que você tenha algum problema.

Um dos indicativos de que o paciente deve procurar um especialista é quando perceber um sofrimento ou mal que persiste e que esteja gerando prejuízo no dia a dia.

Sentir tristeza, medo e ansiedade é normal, mas quando esses sintomas interferem na sua rotina, é hora de procurar um médico.

Depressão ou Tristeza?

Tristeza é um dos sintomas da depressão, mas a depressão é um conjunto de sintomas maiores. Tristeza extrema, entretanto, com duração maior do que 2 semanas, pode ser um dos indicativos da doença

Depressão tem cura?

Essa é uma pergunta difícil de responder, não podemos chamar de cura, mas sim de controle dos sintomas. Porém, é comum que haja a cronificação do quadro depressivo, ou seja, a recorrência dos sintomas

Há mais de um tipo de depressão?

Sim, há mais de um tipo, porém é possível que haja uma mistura de tipos. Cada paciente possui um quadro único que deve ser avaliado somente por um especialista.

Portanto, algumas categorias que um psiquiatra poderá encaixar o paciente são:

  • unipolar,
  • bipolar,
  • leve,
  • moderada,
  • grave,
  • primeiro episódio,
  • quadro recorrente.
Pessoa com a mão na cabeça demonstrando desespero

Síndrome do Pânico, quais os sintomas?

O que é síndrome do pânico?

É um transtorno mental em que o indivíduo se sente ansioso e com medo mesmo que não esteja em situação de risco. Entretanto, as crises podem durar minutos, dias ou meses e acontecem sem explicação aparente.

Uma vez que o paciente é diagnosticado com pânico, é comum que outras doenças como depressão e ansiedade apareçam em conjunto. É necessário, portanto, realizar tratamentos como psicoterapia afim de amenizar os efeitos da doença.

Possui alguma causa conhecida?

Estudos vem sendo realizados a respeito de possíveis fontes como predisposição genética ou ambientes de estresse. Porém, não há uma causa conhecida.

Assim como outros transtornos mentais, o pânico pode atingir qualquer idade a qualquer momento, todavia, diferente de doenças fisiológicas, não há fatores de risco para se desenvolver a síndrome do pânico.

Quais são os sintomas que a síndrome do pânico apresenta?

Entre os sintomas mais comuns estão: medo, sensação de estar perto de morrer, de enlouquecer ou de perder a razão.

Porém, sintomas físicos como taquicardia, palpitações, dor, pressão no peito, falta de ar, sensação de sufocamento, tonturas e vertigens também podem surgir.

É possível que o paciente apresente náuseas e vômitos, sensação de frio ou calor intenso, sudorese e tremores (característicos do medo e da liberação de adrenalina).

É comum ter depressão ao mesmo tempo que síndrome do pânico?

Sim, doenças psicológicas costumam se sintomatizar, portanto é comum que pessoas com um quadro psicológico afetado, apresente mais doenças.

Como é feito o tratamento para síndrome do pânico?

De forma geral, a psicoterapia e o uso de medicamentos antidepressivos, são os métodos mais utilizados.

Realizar exercícios pode ajudar no tratamento?

Sim! Assim como diversas doenças psicológicas, ter um hobby e manter o corpo ativo, podem estimular a mente a trabalhar de forma mais saudável. A prática esportiva é um ótimo método para auxiliar o tratamento de diversas doenças.