Medicamento para infecção

Quais os indícios de uma infecção?

O que são infecções?

Infecções são respostas do organismo quando em contato com microrganismos causadores de doenças, ou seja, é uma resposta de que o corpo está sendo invadido por tecidos maléficos (vírus, bactérias, parasitas e etc.) 

Quais sintomas são mais comuns?

Os sintomas de infecções podem variar e as vezes nem aparecer, entretanto o surgimento de pus em feridas, febre e calafrios podem ser alertas do corpo. Geralmente são necessários exames laboratoriais para identificar infecções.

O que causa uma infeção?

  • bactérias,
  • fungos,
  • vírus,
  • parasitas.

Perguntas sobre a infecção urinária:

É verdade que a infecção urinária pode ser contraída pelo uso do mesmo banheiro?

Não, pelo contrário, segurar a urina fora de casa pode ocasionar a infecção, diferente de ir a um banheiro público.

Tomar friagem pode causar uma infecção?

Mito, o problema da infecção está na diminuição da quantidade de água ingerida durante os períodos de frio, não na friagem em si.

Ingerir muitos líquidos ajuda a prevenir?

Sim, a pouca ingestão de líquidos (água), é uma das principais causadoras de problemas do trato urinário. Portanto, beber água regularmente de maneira correta, pode sim evitar uma infecção urinária.

Lavar-se muito é uma solução?

Não, tudo em excesso é ruim e com a higiene também ocorre o mesmo, portanto, lavar-se com água e sabão repetidas vezes no dia, pode trazer problemas a saúde.

Infecção ou inflamação?

A primeira é resultado de uma resposta a agentes externos, ou seja, microrganismos como vírus ou bactérias, já a segunda é uma reação do corpo quando há um corte ou pequeno trauma (não havendo necessidade de um agente externo ocasionar o problema).

Infecções geralmente requerem tratamento médico, enquanto inflamações, em suma, são mais fáceis de serem tratadas.

Qual o tratamento?

O tratamento varia de acordo com o grau e causa da infecção, entretanto é comum o uso de medicamentos nesse tipo de quadro clínico.

Médico fazendo acompanhamento

Acompanhamento médico.

Importância do acompanhamento:

O acompanhamento médico tem sua importância pois ajuda a prevenir doenças futuras e a manter uma saúde estável.

Há diversas doenças silenciosas, ou seja, que não apresentam sintomas em seu estágio inicial, ao realizar exames de rotina é possível identifica-las a tempo de haver um tratamento efetivo.

Além disso, o médico poderá solicitar vacinas, suplementos, vitaminas e muitos outros componentes que auxiliem seus pacientes a manterem uma boa saúde.

Quais exames podem ser solicitados?

Em uma consulta de acompanhamento é possível que o médico solicite exames laboratoriais, dentre eles os mais comuns são exames de sangue (hemograma), exames de colesterol, exames de urina, fezes e ecocardiogramas, entretanto para mulheres podem ser pedidos o exame Papanicolau e mamografia.

Quais médicos podem fazer o acompanhamento?

Há algumas áreas médicas que são comuns de se realizar a consulta de check-up, como por exemplo, a clínica geral, geriatria, pediatria, ginecologia, gastro e cardio, porém, em caso de doenças pré-existentes, o acompanhamento pode ser feito por demais especialistas.

Quais pessoas devem ir a um médico regularmente?

O acompanhamento deve ser realizado por todos os gêneros e idades, porém, há uma atenção especial para idosos, crianças, grávidas ou pessoas com qualquer tipo de deficiência.

Se consultar com um psiquiatra é considerado acompanhamento?

Depende, em se tratando de check-up, não há exames ou testes preventivos nessa área, porém, quando um problema é detectado, é necessário, manter uma rotina de consultas periódicas com um desses especialistas.

Dicas para quando for a uma consulta de rotina:

Tenha em mente o motivo da sua ida até aquele lugar, portanto, tenha as respostas que seu médico pode realizar. Você sentiu algum sintoma anormal desde a última consulta? Como está a sua alimentação? As idas ao banheiro estão normais? Você tem se sentido cansado sem motivo? Possui alguma doença pré-existente?

Quanto mais respostas, melhor será a consulta. Ter todas as informações auxilia o médico na hora de solicitar exames e realizar o prognóstico.

anemia

Anemia, falta de ferro?

O que é anemia?

Hemoglobinas são proteínas presentes no organismo que tem a função de transportar oxigênio na corrente sanguínea, a deficiência dessa proteína caracteriza a anemia. Todavia, a doença pode ser dita popularmente como “falta de ferro no sangue”.

Nem sempre, a expressão “falta de ferro”, descreve todo o complexo que é a doença. Consulte um médico e tire suas dúvidas.

Quais são os sintomas da anemia?

Os sintomas podem ser facilmente confundidos com outras doenças, portanto é necessário realizar exame laboratorial (geralmente um hemograma que contenha parâmetros de ferro e ferritina). Os sintomas vão desde de cansaço e fraqueza até palpitações e taquicardias.

Quando a anemia se torna grave?

A doença, por si só, já requer bastante atenção, porém, se não tratada pode evoluir para uma leucemia.

A doença se torna um perigo maior quando seus sintomas impedem o paciente de viver normalmente.

O que causa anemia?

  • hereditariedade,
  • má alimentação,
  • problemas hormonais.

Qual o tratamento da anemia?

O tratamento depende da causa, podendo variar de reeducação alimentar a medicamentos Em casos graves, pode ser necessário que o paciente receba bolsa de sangue. Todo tratamento só pode ser prescrito por um médico, portanto, consulte um especialista.

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico é feito através de exame laboratorial. O hemograma completo, solicitado pelo médico, possui os parâmetros de ferro e ferritina, que são os principais indicativos da doença.

Há apenas um tipo de anemia?

Não, há diversos tipos, mas somente um médico pode fornecer o prognóstico.

Qual especialista procurar para tratar anemia?

Depende da causa, portanto, realizar uma primeira consulta com um clínico geral pode ser a solução.

Quando a causa é hormonal, o especialista responsável é o endocrinologista, porém, se a causa for má alimentação, a nutricionista poderá auxiliar no tratamento. Em suma, o tratamento é feito por mais de um especialista.