alergia respiratória

Sintomas da alergia respiratória

O que é a alergia respiratória?

Alergias são reações exageradas do corpo, quando em reação com algum componente inofensivo a maioria das outras pessoas, ou seja, poeira, alguns alimentos e ácaros, são de maneira geral inofensivos a saúde, contudo, para pacientes alérgicos, esses componentes desencadeiam uma série de sintomas adversos no paciente.

Em se tratando de alergias respiratórias, os principais causadores são aqueles que estão presentes no ar, ou que tenham fácil acesso ás vias respiratórias do paciente como é o caso dos ácaros presentes em travesseiros e cobertas.

Fungos e bactérias circulam pelo ar facilmente, todavia, nem todos são prejudiciais à saúde da grande maioria das pessoas, mas que podem causar reações adversas em pacientes alérgicos.

Pólen e pelos de animais também são causadores de reações adversas que acometam o sistema respiratório.

Quais os sintomas da alergia respiratória?

Os sintomas são facilmente confundidos com uma gripe ou um resfriado, pois são eles a obstrução nasal, espirros, coriza, dificuldade de ouvir (por conta de secreção) e falta de ar, por isso é importante ir a um médico.

Por conta do acúmulo de secreção, é possível que o paciente apresente dores de cabeça, irritabilidade e perda de apetite.

Alguns pacientes, no entanto, podem apresentar a tosse como único sintoma da crise alérgica.

Existe tratamento para alergia respiratória?

Sim, e o tratamento consiste tanto em evitar novas crises, como em controlar alguma que já esteja ocorrendo.

O tratamento pode ser por meio de aplicações injetáveis ou medicação oral. Durante as crises é importante controlar os sintomas e evitar assim que a secreção cause problemas maiores ao paciente.

É importante consultar-se com um médico alergista para que cada caso seja avaliado e seja prescrito então o tratamento mais efetivo. Jamais siga tratamentos de outras pessoas ou se automedique. Crises alérgicas são sérias e possivelmente fatais.

anafilaxia

A anafilaxia pode ser fatal

O que é anafilaxia?

Reações alérgicas podem ser de variados graus, a anafilaxia é uma reação aguda e grave. O problema surge de forma espontânea e requer atendimento de urgência por ser possivelmente fatal.

Quais as causas da anafilaxia?

A causa é o contato com algum componente que o paciente tenha alergia, portanto, o componente pode ser alimentício, medicamentoso e em alguns casos, no entanto, o quadro pode surgir após picadas de insetos.

Quais são os sintomas da anafilaxia?

Os sintomas incluem inchaço na garganta, nos lábios e na língua, todavia, há pacientes que apresentam inchaço no corpo inteiro, ou em partes diversas.

Vermelhidão na pele e coceira também são indícios que podem surgir durante uma reação alérgica grave. Dificuldade de respirar, náuseas, confusão mental e aumento da frequência cardíaca, são também sintomas comuns.

Em casos mais graves, é possível que ocorra um choque anafilático, que leva o paciente ao coma.

Como é feito o diagnóstico da anafilaxia?

O diagnóstico geralmente ocorre após uma crise, portanto, é importante se dirigir ao seu médico o mais breve possível quando o problema surgir.

Após analise clínica dos sintomas, é possível que o especialista solicite exames laboratoriais que comprove a alergia e especifique os alergênicos, ou seja, descubra qual a substância que desencadeia a alergia no paciente.

Existe tratamento para anafilaxia?

Sim, de maneira geral existe tratamento, contudo, é necessário que o quadro seja revertido rapidamente, com uso de medicação e por vezes com auxílio de oxigênio.

Após a contenção da crise, o paciente precisa realizar acompanhamento médico afim de evitar que o problema ocorra novamente.

O método mais efetivo de prevenir novas crises, é evitar o contato com o reagente da alergia. É importante salientar que alguns pacientes apresentam crises mesmo sem a ingestão do componente, ou seja, a alergia a alimentos e medicação pode ocorrer por vias cutâneas.

criança com alergia alimentar

Diagnóstico da alergia alimentar

O que é alergia alimentar?

Alergia alimentar é uma reação do corpo quando entra em contato com algum alimento específico. Os problemas podem ser leves ou fatais, por isso é importante procurar ajuda médica especializada.

De maneira geral, crianças e bebês são mais propensos a terem alergias alimentares. Contudo, em adultos, é comum que não haja alergia alimentar, mas sim intolerância.

Quais os alimentos que mais causam alergia?

Apesar de qualquer alimento poder causar alergias, há 7 que são mais comuns de ocasionar esse problema, e são eles: ovos, leite, amendoim, frutos do mar, soja, frutas secas e glúten.

Como é feito o diagnóstico da alergia alimentar?

O diagnóstico da doença requer um profissional qualificado que possa avaliar os sintomas clinicamente, e então muito possivelmente avaliar os resultados de exames laboratoriais como o teste prick.

Quais são os sintomas da alergia alimentar?

Os sintomas surgem quando a pessoa entra em contato com o alimento, há casos que mesmo pequenas quantidades ou a não ingestão (apenas contato com a pele por exemplo), já são suficientes para desencadear a reação alérgica.

Em princípio, nos casos mais leves, os sintomas se parecem muito com o da intolerância alimentar, ou seja, o paciente apresenta dores e desconforto abdominal, diarreia e enjoo.

Todavia, nos casos mais graves, é possível notar a presença de irritação nas mucosas da face, falta de ar, inchaço, manchas na pele e etc.

O que é reação anafilática?

É a consequência mais grave e fatal das alergias alimentares, ou seja, requer ajuda médica imediata. Ocorre uma coceira por todo o corpo, inchaço do rosto, cólica abdominal, enjoos, tontura, desmaio e até dificuldade de respirar.

Existe tratamento para a alergia alimentar?

De maneira geral, o método mais seguro é a não ingestão do alimento em questão, todavia em crianças, a alergia pode sumir com o passar do tempo.

Qual o especialista procurar para tratar alergia alimentar?

O especialista mais indicado para tratar esse problema, é o alergista, também chamado alergologista.

Mulher com rinite alérgica espirrando

Entenda a rinite alérgica

O que é rinite?

A rinite é um tipo de inflamação nasal. Surge como resposta do sistema imunitário quando em reação adversa a componentes alergênicos (ácaros, pelos de animais, poeiras e etc.)

Quais são os sintomas da rinite?

Obstrução nasal (entupimento do nariz), espirros em série e coriza (nariz escorrendo) mas não só isso como coceira no nariz também aparece como sintomas comuns. Todavia, o grau com que esses sintomas podem aparecer é variável de cada organismo.

É rinite ou gripe?

Apesar de os sintomas serem confundidos facilmente, a rinite não apresenta febre ou dores no corpo. Em suma, a diferença está no quanto os sintomas afetam o dia da pessoa, e a decorrência dos mesmos.

Quando a rinite “ataca”?

Por se tratar de uma manifestação alérgica, geralmente os sintomas são percebidos quando o paciente entra em contato com componentes alergênicos. Entretanto, esses componentes podem ser variados de paciente para paciente.

Principais causas:

Alergias são as principais causadoras de rinites, entretanto é possível que haja uma predisposição genética para essas inflamações.

Você sabia? uma das causas mais comuns da crise de rinite alérgica, são ácaros.

A rinite tem tratamento?

Há diversos tratamentos que podem ser abordados para a diminuição dos sintomas, dentre deles os mais comuns são medicamentos (anti-histamínicos e corticoides), vacinas ou até mesmo soluções salinas.

Qual especialista devo procurar?

Apesar de o pediatra, o clínico geral e o geriatra serem capacitados para tratar essa doença, o alergologista é o especialista mais adequado.

Como aliviar os sintomas da rinite até conseguir passar no médico?

Muitas vezes a consulta com um médico pode levar alguns dias para acontecer, portanto há algumas coisas que o paciente pode fazer durante esse perídio.

Comece lavando roupas de cama e cobertas, que podem conter ácaros, além disso mantenha o nariz sempre limpo utilizando soro fisiológico ou soluções salinas neutras (com moderação, e desde que não haja medicações na solução).

Criança com bronquite em consulta

Bronquite, uma inflamação que deve ser tratada.

O que é bronquite?

É a inflamação dos brônquios (canais que levam ar até os alvéolos pulmonares). A bronquite, portanto, é causada pela mucosa que fica presa nas vias respiratórias.

Quais são os sintomas da bronquite?

Os principais sintomas que podem ser observados são tosse com muco, fadiga e febre. Por isso, a doença é facilmente confundida com gripes e resfriados.

Em suma, os sintomas da gripe podem ser tão fortes como os da bronquite, todavia, o segundo é um quadro mais grave que requer uma atenção especial, principalmente em crianças e idosos.

Quando ir ao médico?

Procurar um médico é sempre necessário ao sinal de qualquer sintoma, entretanto, febre e vômito podem ser indicativos de um quadro mais grave.

O que causa bronquite?

A bronquite pode ser causada por vírus ou bactérias, entretanto contato com poluição e fumaça de cigarros podem levar o paciente a apresentar quadros da doença.

Há mais de um tipo de bronquite?

Sim, há diferentes quadros, porém, apenas um médico capacitado é capaz de realizar o diagnóstico da doença.

Qual é o tratamento?

O tratamento geralmente é feito através de medicamentos (antibióticos e corticoides).

Qual o médico eu devo procurar para tratar a bronquite?

Os médicos mais qualificados para o tratamento dessa doença são os alergologistas, imunologistas ou o pneumologista. Em todo caso, é possível que especialistas como o pediatra, o clínico geral ou o geriatra tratem seus pacientes.

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico é feito por análise clínica, porém, é possível que o médico solicite exames de raio X ou de funcionalidade respiratória.

O que fazer antes de se consultar?

Somente um médico está apto para receitar algum tratamento, porém, beber muita água, fazer repouso e manter uma boa alimentação podem auxiliar o paciente até que esse consiga ir ao médico.

Posso ter asma? Entenda a doença.

O que é asma?

Há no sistema respiratórias, diversas vias por onde o ar deve passar, uma dessas vias se chama bronquíolos, entretanto, uma vez que essa via se estreita dificultando a passagem de ar, temos a asma, ou seja, a há o bloqueio da passagem de ar nos pulmões.

A doença é uma condição grave, mas que nos dias de hoje pode ser facilmente controlada. Todavia, é necessário um diagnóstico antes que o quadro se complique e possa trazer prejuízos maiores ao paciente.

Se não tratada, as consequências da doença podem ser cada vez mais complexas.

Como ocorre o diagnóstico da asma?

De maneira geral o diagnóstico é feito sem necessidade de exames laboratoriais, porém, para isso, é necessário um estudo minucioso a respeito do histórico do paciente.

Procurar um profissional logo no início dos sintomas, no entanto, pode facilitar o diagnóstico.

Quais os principais sintomas da asma?

A dificuldade de respirar é o sintoma mais característico, porém, sentimento de ansiedade e chiado no peito também são sintomas comuns.

Apesar de ser facilmente confundida com outras doenças, a asma é um quadro mais complexo que requer atenção.

O que causa a asma?

Não se sabe ao certo a causa da asma, porém, exposição a componentes alergênicos ou produtos químicos podem aumentar as chances de apresentar um quadro asmático.

Há alguns fatores de risco que podem aumentar as chances de se desenvolver algumas doenças, entretanto, o fator de risco que mais é comum, é a obesidade

Asma tem tratamento?

O tratamento pode variar desde medicamentos orais até o uso contínuo das chamadas “bombinhas”.

Todo tratamento só pode ser indicado por um profissional. Não se automedique. Não siga tratamentos de outras pessoas.

Qual médico procurar?

Tanto o pediatra, como o clínico ou o geriatra estão aptos para tratar pacientes com asma.

O que pouco se sabe, é que o alergista é o especialista mais indicado para tratar essa doença.