costas

Escoliose: congênita, neuromuscular ou idiopática

O que é escoliose?

A escoliose é uma curvatura anormal da coluna vertebral, que pode ser acompanhada de rotação das vértebras. Entretanto, há três tipos mais frequentes: a congênita, a neuromuscular e a idiopática.

Além das categorias citadas, o grau da doença pode ser medido através do nível de curva da coluna, ou seja, quão angulada é a postura.

A curvatura da escoliose é sempre igual?

Não, como já falamos anteriormente, há diferentes classificações para a doença, porém, a curvatura da coluna também muda, de acordo com o local em que as vértebras rotacionaram.

Como é realizado o diagnóstico da doença?

Geralmente o médico ortopedista percebe os primeiros sinais com exames clínicos (pois a curvatura é visível), contudo, há exames laboratoriais que são mais conclusivos.

Os principais exames que comprovam a doença são a radiografia, a tomografia ou a ressonância.

Quais são os sintomas?

O principal sintoma é físico, pois a pessoa possui uma curva visível na coluna.

O paciente pode sentir dor ou não, o que depende do quadro que esse apresenta.

O que causa a Escoliose?

A escoliose congênita, tem sua causa na má formação óssea ainda em fase gestacional.

A escoliose neuromuscular é causada por problemas de cunho neurológico, como por exemplo paralisia cerebral, distrofia muscular ou espinha bífida.

A idiopática, entretanto, não possui uma causa conhecida ainda.

A escoliose possui tratamentos?

O tratamento geralmente é feito através de cirurgia ou uso de colete cervical.

É comum que pessoas com escoliose sejam direcionadas para fisioterapia.

Qual o médico mais indicado para tratar a escoliose?

O médico responsável é o ortopedista.

Pessoas com essa doença podem realizar exercícios?

Sim, os exercícios podem até mesmo auxiliar no trato da doença, porém, é necessário um especialista para indicar uma rotina de exercícios que não seja prejudicial á saúde.

Um exercício errado pode não só ser doloroso como pode piorar o quadro geral do paciente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>