Categorias
Geriatria Psicologia Psiquiatria

Depressão em idosos tem outros sintomas

Há quem diga que a depressão é o maior problema dos últimos tempos, mas geralmente a doença é associada a jovens e adultos, isto ocorre muitas vezes, porque os sintomas em idosos são diferentes e muitas vezes ignorados ou tratados com o diagnóstico errado.

Cada vez mais a expectativa de vida aumenta, e como consequência temos idosos vivendo mais tempo sozinhos e isolados. Mas o que pouco se sabe é que a depressão em idosos é associada a sintomas físicos e não apenas mentais.

Enquanto jovens costumam seus sintomas voltados para desanimo e falta de prazer em realizar atividades cotidianas, a maioria dos idosos apresenta dificuldade em dormir, diminuição do apetite e dores no corpo como indícios do problema.

Alguns estudos estão começando a encontrar indícios de que a depressão aumenta as chances de o paciente desenvolver problemas de memória ou até mesmo de concentração.

Como prevenir a depressão em idosos?

A prevenção deve ser feita pela família, de modo a acolher o idoso e compreender as mudanças da idade. A pratica de exercícios físicos, bem como nos jovens, é um método eficaz de prevenir a doença, e no caso dos idosos, o fortalecimento muscular também é essencial para evitar quedas.

Frequentar centros de convivência com outros idosos e ter contato constante com a família, são essenciais para a boa saúde do idoso, por isso, o papel da família é importante nesses casos.

Como é feito o tratamento?

O tratamento pode ser feito através de medicação, porém, quanto mais idade o paciente tem, maiores são os cuidados ao utilizar medicação antidepressiva, uma vez que o metabolismo do idoso é mais lento, e os medicamentos costumam ser pesados.

Outro ponto que requer atenção é para o fígado do paciente, pois os remédios também podem afetar esse órgão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *