homem com dor devido hérnia de disco

Hérnia de disco: Posso realizar exercícios físicos?

O que é?

A coluna vertebral é estruturada pelas vértebras. Entre elas existem discos intervertebrais, que amortecem movimentos e evitam atrito na região.

Com o tempo, esses discos podem sair da posição normal e consequentemente apertar alguma raiz de nervo da coluna, causando as hérnias de disco.

Hérnias podem ser muito dolorosas e, portanto, requerem uma atenção especial.

Quais são os sintomas?

A dor no local afetado (coluna) pode ou não surgir, pode ser leve ou intensa. É possível que o paciente sinta dor na perna, coxa ou no braço.

O que causa hérnias de disco?

A principal causa é o esforço repetitivo, ou seja, pela repetição de movimentos, há o desgaste dos discos intervertebrais.

Entretanto, sobrepeso e predisposição genética atuam como fatores de risco para o surgimento da doença.

Existe um exame das vértebras?

O diagnóstico é geralmente realizado após exame clínico, porém, para um reconhecimento preciso é necessário realizar raio X ou Eletromiografia.

Qual é o tratamento?

O tratamento pode variar com o nível de dor do paciente e o local onde a hérnia está apertando o nervo, todavia o uso de medicamentos e fisioterapia é comum como forma de tratamento.

Em casos mais sérios podem ser realizadas infiltrações e até cirurgias.

Qual é o médico responsável por tratar esse problema?

Hérnias são tratadas de acordo com a localização da mesma, portanto as hérnias de disco (coluna) requerem um neurocirurgião para medicar e possivelmente operar o paciente.

Quem tem hérnia de disco pode realizar esportes?

Sim, os exercícios podem até mesmo auxiliar no trato da doença, porém, é necessário um especialista para indicar uma rotina de exercícios que não seja prejudicial a saúde.

Quem sofre de hérnias de disco, sente muitas dores e um exercício errado pode não só ser doloroso como pode piorar o quadro geral do paciente.

tumor cerebral

Tumor Cerebral: entenda os sintomas

O que é?

O tumor cerebral é uma massa de células anormais que se localizam no cérebro.

O tumor pode ser benigno ou maligno, de modo que apenas o segundo é considerado câncer.

Existe mais de um tipo de tumor cerebral?

Sim, além de benigno e maligno, o tamanho, formato e localização do tumor também influenciam em sua especificidade.

Uma vez que o cérebro é uma massa complexa, cada parte afetada corresponde a um diferente problema e consequência.

O que é metástase?

Um tumor é uma massa isolada, a metástase se caracteriza pela multiplicação de tumores por outras partes do corpo ou até mesmo da própria cabeça.

Quais são os sintomas?

Como o cérebro possui diferentes regiões e diferentes funções, portanto, os indícios podem variar de acordo com a localização da massa causadora do problema.

Em princípio, tumores não costumam mostrar indícios em sua fase inicial, e com os cerebrais não é diferente.

Todavia, quando os sintomas aparecem, vão desde dores de cabeça, náuseas, alterações visuais e auditivas até confusões mentais e dificuldade motora.

O que causa um tumor?

As causas de tumores ainda são desconhecidas.

Porém, estudos vem mostrando que há fatores de risco para o surgimento dessas massas, como por exemplo o tabagismo, uso abusivo de álcool, sedentarismo, obesidade e estresse.

Por se tratarem de estudos ainda em fase de desenvolvimento, esses dados não são considerados precisos.

Como é feito o diagnóstico?

De maneira geral o diagnóstico é feito por meio de exames de tomografia e ressonância, porém, após a identificação do tumor, é realizado uma biópsia para que o resultado seja conclusivo a respeito do tipo de tumor (benigno ou maligno).

Existe um tratamento para tumor maligno?

O tratamento é minucioso e conta com diferentes profissionais em conjunto.

O paciente poderá passar por cirurgias, radioterapias, quimioterapias, tratamentos medicamentosos dentre diversos outros recursos médicos.

aneurisma cerebral

Aneurisma cerebral: você sabe o que é?

O que é?

O cérebro é composto de diversos componentes, e dentre eles há artérias. Quando a pressão do sangue por algum motivo força uma região menos resistente da artéria, surge uma protuberância que é passível de rompimento ou que pode comprimir outras partes do cérebro. Essa protuberância é o chamado aneurisma

Aneurismas são sérios e suas consequências podem ser irreversíveis. Ao sinal de qualquer indício, procure seu médico.

Existe apenas um tipo de aneurisma cerebral?

Não, aneurismas variam de tamanho e localização, o que faz de cada caso único.

Quais são os sintomas?

Os sintomas podem não existir no caso de aneurismas pequenos, todavia sem casos mais graves, o paciente pode sentir fortes dores de cabeça, náuseas e até perda de consciência.

Sangramentos excessivos podem ser fatais (os sangramentos não são visíveis, pois ocorrem no interior da cabeça).

O que causa um aneurisma cerebral?

As causas nem sempre são exatas, mas há fatores de risco que podem aumentar as chances de desenvolver aneurisma: fumo, hipertensão, consumo excessivo de álcool e uso de drogas.

Aneurismas podem nascer com o paciente ou surgirem depois. Todavia, é mais comum em adultos do que em crianças.

Traumas e infecções podem ser causadores do aneurisma, por isso é importante se dirigir a um médico quando bater a cabeça ou apresentar sinais de infecção.

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico requer exames laboratoriais, dentre os mais comuns são estão a tomografia computadorizada da cabeça e a ressonância magnética da cabeça.

Existe tratamento?

O tratamento ocorre de acordo com a localização e tamanho do aneurisma.

Cirurgias e medicamentos são os recursos mais utilizados para tratar aneurismas.

Estou com um aneurisma, e agora?

Aneurismas podem estourar e ser fatais, portanto, é necessário um cuidado especial para evitar o sangramento. Medicamentos para evitar convulsões e dores podem ser o primeiro passo, ao mesmo tempo em que é necessário fazer repouso total.