Mulher com dor devido refluxo gástrico

Refluxo gástrico: uma doença pediátrica?

O que é:

Doença do sistema digestivo onde há uma irritação da mucosa do tubo alimentar em decorrência do ácido do estômago que volta pelo esôfago.

É verdade que há apenas um tipo de refluxo gástrico?

Não, há mais de um tipo de refluxo, porém, apenas um médico capacitado é capaz de classificar a doença.

É verdade que é uma doença pediátrica?

A resposta pode ser sim, ou não.

Sim, pois muitos bebês podem apresentar os sintomas de refluxo por alguns meses da vida, contudo, em muitos casos os sintomas passam com o tempo.

Não, uma vez que a doença pode acometer pessoas de qualquer idade, entretanto, os sintomas podem ser percebidos a qualquer momento.

Quais são os sintomas?

Os sintomas se parecem com uma gastrite, mas, além de dor abdominal, o paciente com refluxo pode apresentar tosse, arrotos, azias e mau hálito.

O que causa refluxo?

Não é possível apontar apenas uma causa para o refluxo, porém, existem condições que podem estimular o surgimento dessa doença, dentre elas:

Como é realizado o diagnóstico da doença?

O diagnóstico é feito com auxilio de endoscopia e com análise clínica dos sintomas.

Qual o tratamento?

O tratamento varia desde mudanças na dieta até uso de medicamentos. Mas, em muitos casos, não há uma cura, apenas um controle dos sintomas.

Qual médico devo procurar?

Apesar de o pediatra ser capacitado para diagnosticar e tratar o refluxo em crianças, o especialista mais indicado é o gastro.

Quem tem refluxo, precisa realizar uma dieta com restrição?

Nem sempre uma dieta com restrição é obrigatória para pessoas com doenças gástricas,

Todavia, em muitos casos, uma dieta controlada, pode ajudar a controlar os sintomas.

Médico fazendo acompanhamento

Acompanhamento médico.

Importância do acompanhamento:

O acompanhamento médico tem sua importância pois ajuda a prevenir doenças futuras e a manter uma saúde estável.

Há diversas doenças silenciosas, ou seja, que não apresentam sintomas em seu estágio inicial, ao realizar exames de rotina é possível identifica-las a tempo de haver um tratamento efetivo.

Além disso o médico poderá solicitar vacinas, suplementos, vitaminas e muitos outros componentes que auxiliem seus pacientes a manterem uma boa saúde.

Quais exames podem ser solicitados?

Em uma consulta de acompanhamento é possível que o médico solicite exames laboratoriais, dentre eles os mais comuns são exames de sangue (hemograma), exames de colesterol, exames de urina, fezes, ecocardiogramas, entretanto para mulheres podem ser pedidos o exame Papanicolau e mamografia.

Quais médicos podem fazer o acompanhamento?

Há algumas áreas médicas que são comuns de se realizar a consulta de check-up, como por exemplo, a clínica geral, geriatria, pediatria, ginecologia, gastro e cardio, porém, em caso de doenças pré-existentes, o acompanhamento pode ser feito por demais especialistas.

Quais pessoas devem ir a um médico regularmente?

O acompanhamento deve ser realizado por todos os gêneros e idades, porém, há uma atenção especial para idosos, crianças, grávidas ou pessoas com qualquer tipo de deficiência.

Se consultar com um psiquiatra é considerado acompanhamento?

Depende, em se tratando de check-up, não há exames ou testes preventivos nessa área, porém, quando um problema é detectado, é necessário, manter uma rotina de consultas periódicas com um desses especialistas.

Dicas para quando for a uma consulta de rotina:

Tenha em mente o motivo da sua ida até aquele lugar, portanto, tenha as respostas que seu médico pode realizar. Você sentiu algum sintoma anormal desde a última consulta? Como está a sua alimentação? As idas ao banheiro estão normais? Você tem se sentido cansado sem motivo? Possui alguma doença pré-existente?

Quanto mais respostas, melhor será a consulta. Ter todas as informações auxilia o médico na hora de solicitar exames e realizar o prognóstico.