O que é
O transtorno afetivo bipolar acontece quando há alternância entre períodos de euforia e períodos de irritação ou depressão. Há ainda casos em que há uma mescla dos episódios depressivos com os de euforia. As oscilações podem ser muito rápidas e ocorrer com muita ou pouca frequência. Atualmente, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o transtorno atinge 2,2% da população mundial.

Causas
Não se sabe ainda o que causa o transtorno afetivo bipolar. Alguns estudos sugerem que o problema possa estar relacionado a um desequilíbrio de substâncias químicas do cérebro, como noradrenalina e serotonina, entre outras substâncias. Pode também estar associado à predisposição genética.

Sintomas
No quadro depressivo há alteração do ânimo, desinteresse ou falta de prazer nas atividades habituais, falta de concentração, esquecimentos, dificuldades para tomar decisões, isolamento social, experiência subjetiva de grande sofrimento, perda ou aumento de apetite, sentimentos de culpa. Esses momentos se alternam com quadros eufóricos, nos quais o indivíduo fica em ritmo acelerado, extremamente disposto, perdendo o controle e assumindo comportamentos extravagantes, como compras compulsivas e envolvimento em experiências perigosas, sem pensar em consequências.

Tratamento
A doença não tem cura, mas é possível fazer seu controle, e ter uma vida normal. Em algumas semanas é possível reverter um quadro grave de euforia, por exemplo. Com medicamentos indicados pelo psiquiatra para cada situação e a suspensão de certas substâncias que agravam o quadro, o tratamento evita que o problema evolua.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *